História da Bruxa: A Vingança!

9 months ago by in APK, Cracks
História da Bruxa: A Vingança!
História da Bruxa: A Vingança!
História da Bruxa: A Vingança!

Eu fico meu perguntando, como as pessoas conseguem ser tão más a ponto de destruir a vida e acabar com a juventude de uma criança de 10 anos?

Eu tinha 9 anos na época, faltavam dois ou três meses para mim completar 10 anos quando minha mãe arrumou aquele namorado, por que ele? Podia ter arrumado tantos homens bons, mas não… preferiu ele.

História da Bruxa: A Vingança!

E o que eu não entendia era o motivo de ela ter se separado do meu pai, rei da vila… Mas o que eu poderia fazer? Nada! Na verdade o que uma garota de 9 anos consegue fazer? Ainda mais eu, tão magra e fraca!

Seu nome ninguém sabia, mas gostava de ser chamado de Executor, nome que me dava medo, na verdade sua aparência me dava medo pois ele não tirava sua máscara negra feita de couro, e sempre carregando aquele machado enorme! Como minha mãe se apaixonou por um ser tão horrível?

História da Bruxa: A Vingança!
História da Bruxa: A Vingança!

O que mais me assustava era seu olhar, um olhar que não havia brilho, um olhar que parecia que ele tinha ódio de tudo e de todos.

História da Bruxa: A Vingança!

Certo dia ele se aproximou de mim, começou a acariciar meu rosto, dizia que eu era tão linda, que ele gostaria de me ter para sempre, eu logo sai de perto, fui para meu quarto brincar com minhas bonecas, passaram se meia hora quando ele entrou no meu quarto, minha mãe não estava em casa e meu irmão, o príncipe estava treinando para batalha.

História da Bruxa: A Vingança!

Ele então se sentou na minha cama e disse que eu seria dele para sempre, que nada nem ninguém me tiraria dele, nesse momento então ele me agarrou e colocou um pano que cobria meu nariz e boca com algum produto que me fez desmaiar!

Acordei amarrada em uma cama, em uma casa horrível, no meio da floresta e ele estava lá, sentado do meu lado olhando para mim, começou a contar então que seu pai havia trabalhado para o meu, que sua função era ajudar o príncipe, meu irmão, mas que um dia para fazer sua festa de aniversário seu pai roubou uma jóia do príncipe, e sua punição foi a morte, a sua morte e de sua esposa e filha.

O Executor então me disse que queria se vingar e por esse motivo usou de uma poção que fez minha mãe se apaixonar por ele, e que naquele dia em que ele me apagou, ele havia incendiado minha casa e matado minha mãe na frente do meu irmão para que ele sentisse toda dor que ele sentiu quando soube da morte dos seus pais e irmã.

Fiquei tão assustada e aterrorizada com aquilo, sei que meu irmão foi tão horrível quanto ele, mas minha mãe e pai não haviam feito nada, então naquele momento cresceu um monstro dentro de mim, e o que eu mais queria era matar o executor, mas não sabia como pois o que eu poderia fazer? Estava amarrada em uma cama, em uma casa que ficava em um lugar onde eu não conhecia.

No dia seguinte acordei desamarrada, e não havia mais ninguém na casa, encontrei apenas uma carta, que estava escrito:

“Sei que quer se vingar, sei que vai me procurar até me matar, mas acredite, você não vai querer me enfrentar, eu carrego o ódio e a destruição junto comigo, assim como fiz com sua mãe eu irei cravar meu machado em você, mas se você um dia quiser me enfrentar basta procurar no canto mais escuro da Selva que lá você irá me encontrar.”

Depois de ler essa carta eu percebi que ele não estava falando besteira, eu realmente do jeito que estava não era capaz de acabar com ele, resolvi então procurar uma bruxa que eu sabia que morava nas mesmas redondezas onde eu me encontrava no momento.

Chegando em sua casa bati na porta e ela me atendeu e logo já perguntou o que eu queria, expliquei então toda história e ela logo me disse que conseguiria me deixar forte mas que para isso eu teria que vender minha alma para ela, assim foi feito, não pensei duas vezes, o que eu mais queria era matar o executor então concordei com o trato, vender minha alma para me tornar forte o suficiente!

Para que o processo se realizasse ela cravou uma adaga em meu peito e em seguida eu desmaiei.

Acordei sem minhas pernas, com uma aparência horrível, com meu rosto cheio de cicatrizes e estava com um vestido roxo rasgado e um cajado do meu lado que tinha a caveira de alguma criatura em uma das pontas, quando a bruxa viu que eu estava acordada ela disse:

“Levante-se pequena bruxa, não tenha medo, você não precisa mais de suas pernas.”

Assim como ela havia dito eu realmente não precisava mais de minhas pernas, pois quando levantei eu comecei a flutuar, e o que mais me assustou, além de não ter mais pernas, nasciam pequenos esqueletos debaixo de meu vestido, esqueletos com espadas, perguntei então para a bruxa sobre os esqueletos e ela me disse que eram esqueletos de bárbaros mortos e que eu não precisava me preocupar pois sempre que um grupo fosse derrotado era só eu bater o cajado no chão que outros sairiam de baixo de mim.

Nesse momento então percebi que eu realmente estava forte e que conseguiria derrotar o executor, a partir desse dia comecei a treinar e adquirir novas habilidade!

Hoje estou forte o suficiente, depois de 10 anos de um treinamento incansável, busco apenas a vingança, a morte daquele que matou minha felicidade, juventude e família, hoje lhes digo como quero ser chamada… quero ser chamada pelo mesmo nome que minha nova mãe, a mulher que me treinou e meu deu todo meu poder para que minha vingança fosse concluída, hoje quero que me chamem de…

Bruxa!

Tem alguma história? Mande-nos que postaremos aqui.

Gostou? Quer ver conteúdos como este no site? 
Deixe sua opinião!

História da Bruxa: A Vingança!
História da Bruxa: A Vingança!

The author didnt add any Information to his profile yet

  • Published: 10460 posts